"Religião não é o ópio das massas, religião é o placebo das massas"
House, M.D.
"Religion is not the opiate of the masses, religion is the placebo of the masses."
House, M.D.
Aqui estão os 12 exemplares da edição limitada:
(clique para ver em detalhes)

Here are the limited edition’s 12 original prints:
(Click to see each in full detail)
(E clique aqui pra ir direto à loja online)
(And click here to go straight to the store)
Aqui tem uma matéria feita recentemente sobre a obra e o meu trabalho: "Artista curitibano utiliza ilusão de ótica para despertar o benefício da dúvida" - Bem Paraná

Here's a recent article about this and other works (in Portuguese):
Para descobrir todo o processo de desenvolvimento das obras é só continuar lendo. ;)
To find out about the whole development process, just keep scrolling.
;)
Esta obra é uma evolução de um trabalho que fiz em 2011. Voltei a ele em 2016 por causa do aumento exponencial da vontade das pessoas de impôr seus pontos de vista, ao invés de argumentarem umas com as outras.
Na verdade, essa recusa a dialogar e raciocinar e a crença cega de que você está certo sobre determinado assunto é a idéia central da Fé em si.
Como qualquer religião é basicamente sobre ver e acreditar em algo que não está de verdade lá, seus efeitos não são tão diferentes dos do LSD.
Então decidi abordar essa natureza alucinógena da Fé.
This is an iteration of an artwork I made in 2011. I got back to it in 2016 because of the worldwide escalating will to impose one's point of view instead of reasoning with each other.
Actually, this refusal to dialogue and reason and the blind belief you're absolutely right about some issue is the whole point of Faith itself.
Since any religion is basically about seeing and believing what's not really there, its effects are not that different from LSD’s.
So I decided to approach Faith's hallucinogenic nature.

Acho que a certeza indiscutível que a religião provê, fazendo você acreditar cegamente de que está certo e os outros – que não acreditam no que você acredita – estão errados, é um dos sentimentos mais perigosos do mundo. Justificando desde brigas no trânsito, passando por desentendimentos políticos, chegando até a genocídios.
I think the indisputable certainty that religion provides, making you blindly believe you're right and everyone else, who don't believe what you do, is wrong, is one of the most dangerous feelings in the world. Justifying anything from little road fights, to political misunderstandings, all the way to genocides.
A meu ver, o mais humilde a se fazer é duvidar de tudo, até que determinado argumento/atitude/posicionamento se prove verdadeiro/certo ou falso/errado com fatos e ciência. Como Bill Maher disse no seu documentário “Religulous”:
In my opinion, the most humble thing to do is to doubt everything until certain point/behavior/stand it’s proven true/right or false/wrong by facts and science. As Bill Maher said on his documentary “Religulous”:
    A única atitude apropriada para o homem ter a respeito das grandes questões não é a certeza arrogante que é a característica principal das religiões, mas dúvida. Duvidar é humilde, e é isso que o homem precisa ser, considerando que a história da humanidade está repleta de casos em que entendíamos as coisas de um jeito errado pra caralho.

The only appropriate attitude for man to have about the big questions is not the arrogant certitude that is the hallmark of religion, but doubt. Doubt is humble, and that's what man needs to be, considering that human history is just a litany of getting shit dead wrong.
Ao delimitar os parâmetros para o desenvolvimento da obra, lembrei de uma ilusão de ótica que já percorre a internet há tempos envolvendo “Jesus Cristo” e o efeito “afterimage” (efeito rastro, ou imagem-fantasma). Separei as camadas referentes a “Rosto” e Fundo”, alterei as cores pra uma paleta mais psicodélica, com cores complementares e também complementares decompostas pra aumentar o contraste e facilitar a geração da “afterimage”. 
When defining the guidelines for the artwork's development, I recalled an optical illusion that’s been around for quite a while using “Jesus Christ” as the subject for the “afterimage effect”. I separated the layers for "Face” and "Background” and changed the colors to a more psychedelic palette, with complementary and also decomposed complementary colors to increase contrast and enhance the “afterimage” generated.
Olhando fixamente para um dos rostos por alguns segundos e, em seguida, para a parte branca, você tem a mesma experiência de quem está sob efeito do LSD – ou da Fé – vendo o q não está lá.
After looking at one of the faces for a few seconds, and then at the white space, you experience the effects of being high on LSD – or Faith – seeing what's not really there.
Exigências estabelecidas para o desenvolvimento:
•Proporção o mais próxima da proporção áurea (de 1:1,618);
•Cada dose/hit/quadradinho de LSD tem originalmente 1/4 de polegada;
•Enfatizar a relevância do espaço em branco para a apreciação completa da obra.
Guidelines for development:
•Ratio as close as possible to the golden ratio (of 1:1,618);
•Each LSD hit is originally a square with a 1/4” side;
•Highlight the relevance of white space for the full contemplation of the artwork.
Para cumprir esses critérios, a imagem de “Jesus” foi reproduzida 28 vezes, cada uma com 5/4” de lado, formando uma cruz com o espaço em branco no centro de ambos os segmentos, na proporção de 1:1,571. A cruz enxergada também é mero produto da imaginação de quem a vê, pois pode ser interpretada como 2 pares de “L” organizados de maneira a apenas sugerir a imagem de uma cruz.
To meet these criteria, the “Jesus” image was replicated 28 times, each with a 5/4” side, creating a cross with white space in the middle of both segments, with a ratio of 1:1,571. The cross seen is also a mere product of the viewer's imagination, because it can be described as 2 pairs of “L” arranged in a way that hints the image of a cross.

Para aproximar ao máximo a obra de uma cartela/blotter legítimo de LSD, ela foi feita em serigrafia artesanal sobre papel L’Aquarelle Canson Héritage 300g 100% algodão (41x31cm), com as mesmas propriedades absorventes do papel mata-borrão usado nos primórdios da Era de Aquário.
To make the artwork as close as possible to a legitimate LSD blottter, it was silkscreened by hand on the 100% cotton L’Aquarelle Canson Héritage 300g paper (41x31cm / 12.2x16.1in), with the same absorbing properties of the blotter paper used in the dawn of the Age of Aquarius.
Também usei tintas fluorescentes (da marca Gênesis 🍎🐍) e finalizei com uma intervenção de serrilhado manual gerando 1.125 "hits" de LSD com 1/4" de lado cada, o tamanho padrão de uma dose.
I also used fluorescent inks (from the brand Gênesis 🍎🐍) and finished with a manual perforation intervention generating 1,125 LSD hits with a 1/4” side each, the standard hit size.
Para emoldurá-la, escolhi uma moldura inteira branca pra reforçar a relevância do espaço em branco, mas com detalhes barrocos – para remeter às obras e oratórios em igrejas – que contrastam conceitualmente com essa cor. Ainda usei papel-alumínio de fundo – como substituto de um passe-partout – já que as cartelas da droga são geralmente embrulhadas com ele. Dando o toque lisérgico final ao quadro.
For the framing, I went with an all-white frame to emphasize the importance of the white space, but with baroque detailing – referencing artworks in churches – that conceptually fights with this color. There’s also aluminum foil on the background – like a passe-partout replacement – since the blotters are generally wrapped with it. Adding the final lysergic touch to the artwork.
Cada certificado de autenticidade é impresso em papel Hahnemühle, com marca d’água e fibras de segurança fluorescentes. Também recebem um selo com holograma e número único, correspondente ao colado no verso da obra, que pode ser verificado em myartregistry.com. Além disso, tanto a obra quanto o certificado são assinados e numerados a mão pelo artista, que finaliza com sua chancela.
Each certificate of authenticity is printed on Hahnemühle paper, with a watermark and security fluorescent fibers. They also receive a serialized numbered hologram seal, identical to that applied to the back of the artwork, which can be verified on myartregistry.com. Besides, both the artwork and the certificate are hand signed and numbered by the artist, who then applies the embossed seal.
Assinando todas as obras. Signing all artwork.
As obras fazem parte de uma edição limitada de 12 exemplares, com uma obra fora da tiragem com denominação H.C. (hors de commerce) para ser dada de presente, uma P.P. (Printer's Proof) para os impressores do Estúdio Invertido e uma A.P. (Artist's Proof) para o próprio artista.
As outras, do total de 20, foram destruídas, bem como as duas matrizes serigráficas utilizadas, que aparecem nos vídeos abaixo sendo desgravadas:
The artworks are part of a limited edition of 12 original prints, with one H.C. (hors de commerce) print to be given as a gift, one P.P. (Printer’s Proof) for the professional printers at Estúdio Invertido and one A.P. (Artist’s Proof) for the artist himself.
The others, from a total of 20, were destroyed, as were both screens used, which can be seen being erased in the videos below:
Pela falta de caixas apropriadas para o transporte de quadros no mercado, e pela pequena escala, eu mesmo produzi sob medida as caixas de papelão a partir de chapas de 1,70x2,40m. Forrando-as com 10cm de espuma de densidade D28 a partir de todos os lados para garantir a integridade da obra após o transporte.
Because of the lack of appropriate boxes for frames on the market here, and the low scale, I designed and cut the cardboard boxes myself – from 1.7x2.4m (aprox. 5’7”x7’10”) sheets. They’re all packed with custom cut foam to provide the artwork with at least 10cm (aprox. 4”) of foam (D28) protection on all sides to guarantee the integrity of the artwork during shipping.

You may also like

Back to Top